segunda-feira, 23 de março de 2009

Hipersonia Primária (dormir muito)...


Hoje é o DIA INTERNACIONAL DO SONO... por isso vamos saber em que consiste esta perturbação de sono.


Características Diagnósticas

A característica essencial da Hipersonia Primária consiste de sonolência excessiva por um período mínimo de 1 mês, evidenciada por episódios prolongados de sono ou por episódios de sono diurno ocorrendo quase que diariamente (Critério A).
A sonolência excessiva deve ser suficientemente severa para causar sofrimento clinicamente significativo ou prejuízo no funcionamento social ou ocupacional ou em outras áreas importantes da vida do indivíduo (Critério B).
A sonolência excessiva não ocorre exclusivamente durante o curso de outro Transtorno do Sono (Critério C) ou transtorno mental (Critério D), nem se deve aos efeitos fisiológicos directos de uma substância ou de uma condição médica geral (Critério E).Em indivíduos com Hipersonia Primária, a duração do principal episódio de sono (para a maioria dos indivíduos, sono noturno) pode variar de 8 a 12 horas, sendo frequentemente seguido por dificuldade de despertar pela manhã. A qualidade do sono noturno é normal.
Os indivíduos tipicamente sentem o desenvolvimento da sonolência ao longo de um certo período de tempo, ao invés de sentirem um súbito "ataque" de sono. Episódios de sono não intencionais ocorrem em situações de baixa estimulação e baixa atividade (por ex., durante palestras, leitura, assistir à televisão ou dirigir por longas distâncias).



A Hipersonia pode levar a um sofrimento significativo e disfunção nos relacionamentos profissionais e sociais. O sono noturno prolongado e a dificuldade em despertar podem acarretar dificuldades no cumprimento de obrigações matinais. Os episódios de sono involuntário durante o dia podem ser embaraçosos e até mesmo perigosos se, por exemplo, o indivíduo está dirigindo ou operando máquinas quando ocorre o episódio. O baixo nível de alerta que ocorre enquanto um indivíduo combate o sono pode levar a uma redução da eficiência, da concentração e da memória durante atividades diurnas. A sonolência, em geral atribuída erroneamente ao tédio ou à preguiça, também pode perturbar relacionamentos sociais e familiares.EspecificadorRecorrente. Este especificador é usado se existem períodos de sonolência excessiva com duração mínima de 3 dias, ocorrendo várias vezes ao ano, por pelo menos 2 anos.
A maioria dos indivíduos com Hipersonia Primária tem sintomas consistentes e persistentes. Em contrapartida, a forma Recorrente deve ser anotada se os sintomas ocorrem periodicamente, durando vários dias ou várias semanas, com os períodos sintomáticos recorrendo várias vezes durante o ano. Entre os períodos de sonolência excessiva, a duração do sono e da vigília diurna são normais. Na forma recorrente da Hipersonia Primária conhecida como síndrome de Kleine-Levin, os indivíduos podem passar de 18 a 20 horas dormindo ou na cama. Os períodos recorrentes de sonolência estão associados com outros aspectos clínicos característicos indicando desinibição. Hipersexualidade indiscriminada, incluindo investidas sexuais inadequadas e masturbação excessiva, pode ser vista em homens (e, menos freqüentemente, em mulheres).Um consumo alimentar excessivo e compulsivo pode ocorrer, com aumento agudo de peso, além de irritabilidade, despersonalização, depressão, confusão e alucinações ocasionais. Outras formas recorrentes de hipersonia podem ser vistas na ausência desses aspectos. Algumas mulheres, por exemplo, afirmam ter períodos de hipersonia que ocorrem regularmente, em momentos específicos do ciclo menstrual.Características e Transtornos AssociadosCaracterísticas descritivas e transtornos mentais associados. Na Hipersonia Primária, o sono tende a ser contínuo mas não reparador. Os indivíduos com este transtorno adormecem rapidamente e têm uma boa eficiência do sono, mas podem ter dificuldade em despertar pela manhã, às vezes parecendo confusos, hostis ou atáxicos. Este prejuízo prolongado do estado de alerta na transição entre o sono e a vigília freqüentemente é chamado de "embriaguez do sono". A sonolência diurna persistente pode levar a um comportamento automático (geralmente de um tipo muito rotineiro, de baixa complexidade), que o indivíduo executa com pouca ou nenhuma recordação subseqüente. Por exemplo, os indivíduos podem verificar que dirigiram muito além do ponto onde pretendiam chegar, sem terem consciência da condução "automática" do veículo durante os últimos minutos.Embora não se disponha de dados precisos em relação à co-morbidade com transtornos mentais, muitos indivíduos com Hipersonia Primária têm sintomas depressivos que podem satisfazer os critérios para Transtorno Depressivo Maior. Este pode estar relacionado com as conseqüências psicossociais da sonolência excessiva. Os indivíduos com hipersonia também podem estar em risco para Transtornos Relacionados a Substâncias, particularmente envolvendo a automedicação com estimulantes.



Critérios Diagnósticos para Hipersonia Primária


A. A queixa predominante é de sonolência excessiva por pelo menos 1 mês (ou menos, se recorrente), evidenciada por episódios de sono prolongados ou episódios de sono diurno que ocorrem quase que diariamente.


B. A sonolência excessiva causa sofrimento clinicamente significativo ou prejuízo no funcionamento social ou ocupacional ou em outras áreas importantes da vida do indivíduo.


C. A sonolência excessiva não é melhor explicada por insônia e não ocorre exclusivamente durante o curso de outro Transtorno do Sono (por ex., Narcolepsia, Transtorno do Sono Relacionado à Respiração, Transtorno do Ritmo Circadiano do Sono ou uma Parassonia), nem pode ser explicada por uma quantidade inadequada de sono.


D. O distúrbio não ocorre exclusivamente durante o curso de outro transtorno mental.


E. O distúrbio não é devido aos efeitos fisiológicos diretos de uma substância (por ex., droga de abuso, medicamento) ou de uma condição médica geral.

4 comentários:

Reverendo Bob disse...

Oi ñ sei se alguem pode me ajudar mas eu pesquisei sobre disturbio, e encontrei a hipersonia primaria. Foi oq se encaixou melhor no meu caso!
Varios dos sintomas citados correspondem ao q acontece comigo a um bom tempo, tenho 21 anos, 1,77,95 Kg, como compulsivamente a noite, e o principal tenho muita dificuldade em acordar pela manha, isto de longa data, tem me atrapalhado muito, atualmente to desempregado, parece ficar mais dificil ainda acordar se ñ tenho um proposito certo, compromisso marcado!
Ja tive antes, e agora ocorreu novamente por algumas vezes o sono diurnu, e durante meu curso!
Tenho estudado para concursos publicos, por muitas vezes dormi lendo, e tb em frente ao meu computador.
Bom, gostaria de saber oq devo fazer, procurar um medico? Posso me tratar por alguma indicação de vcs, ou dica, ou isso é coisa da minha cabeça, to viajando um pouco rsrs!?

Obrigado pela atenção!
Agradeço desde ja!

Profª. disse...

Penso que o melhor é procurar um especialista (eu começaria por ir ao médico que o encaminhará parea a especialidade certa...) que lhe possa fazer uma diagnóstico claro e rigoroso, algo que eu não posso fazer. Boa sorte.

line disse...

Oi,
Eu lí sua postagem e queria parabenizá-la pelo blog...Inclusive esta postagem em especial.Eu sofro de hipersonia primária e durante os ultimos 3 anos essa doença tem me prejudicado demais...só fui descobrir ao certo o que eu tinha a pouco tempo e ainda não iniciei meu tratamento, mas ja me sinto melhor so em saber que não é culpa minha e que o que tenho não é preguiça e sim uma doença.Nós que sofremos com essa doença, na maioria das vezes achamos que nós é que somos descansados e taxados até mesmo pela família como preguiçosos...quando na verdade sofremos de um disturbio do sono.

Hiporsonia disse...

Qual o especialista que devo procurar, devido sofrer de Hiporsonia?? Um Psicólogo? Psiquiatra? etc...